O museu do amanhã – RJ

Todos sabemos que nossas ações hoje refletirão no amanhã. Ou pelo menos deveríamos saber. Mas, o como será o amanhã? E o que podemos fazer para torná-lo melhor? Essas são questões que permeiam a nossa sociedade, que há algum tempo vem percebendo a importância de preservar, reutilizar, e reciclar os nossos recursos pensando em um futuro que ainda está por vir. Pensando justamente no papel do ser humano no mundo em que vivemos, e homenageando a ciência e a tecnologia, foi inaugurado no Rio de Janeiro o Museu do Amanhã, obra grandiosa do arquiteto Santiago Calatrava.

Museu_do_amanhã_arquitete_suas_ideias_01

O Museu de Amanhã vem com uma proposta de museu interativo, onde os visitantes exploram um roteiro guiado por cinco perguntas: De onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? Como queremos ir? Sendo assim, o museu divide-se em cinco grandes áreas: cosmos, terra, antropoceno, amanhã e agora.

Museu_do_amanhã_arquitete_suas_ideias_02

A construção do museu teve um custo total de 215 milhões, e foi uma iniciativa da prefeitura do Rio de Janeiro, com realização da Fundação Roberto Marinho. Com toda essa proposta de pensar no futuro que queremos, a obra não poderia deixar de lado a sustentabilidade. Um dos pontos altos do museu é a utilização da água filtrada da baía de Guanabara para o resfriamento da temperatura no interior do prédio e também para preencher o volume do grande espelho d´água que ajuda a criar um microclima mais fresco e agradável em seu entorno, além de mostrar aos visitantes o funcionamento do sistema de filtragem. A água filtrada é devolvida à Baía, numa tentativa de minimizar a poluição em que se encontra atualmente. Outro fator importante é a instalação de estruturas móveis na fachada que giram durante o dia para permitir a entrada da luz solar e servem como base para as placas fotovoltaicas que captam a energia solar.

Museu_do_amanhã_arquitete_suas_ideias_03

Museu_do_amanhã_arquitete_suas_ideias_05

O museu contou com a presença de 25 mil visitantes no primeiro final de semana aberto após a inauguração. Infelizmente, ainda falta muita consciência para a sociedade do amanhã. Um exemplo disso, é essa foto que circulou na redes sociais após a inauguração do museu. Ao todo, foram recolhidas duas toneladas de lixo que os visitantes deixaram espalhados pelo chão.

Museu_do_amanhã_arquitete_suas_ideias_04.jpg

O museu foi feito para que justamente possamos pensar no nosso futuro, entendo o nosso passado. Mas a falta de conscientização dos visitantes é facilmente perceptível. Esperamos que isso mude em um futuro não tão distante assim.

Você já visitou o museu do amanhã? Pretende visitar? Deixe seus comentários logo abaixo!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s